ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

ANUNCIANTES JULHO

ANUNCIANTES JULHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Lula autoriza doação de órgãos da esposa Marisa Letícia

O perfil do ex-presidente Lula no Facebook postou um texto em que autoriza a doação de órgãos de Dona Marisa Letícia Lula da Silva, internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após sofrer um AVC em casa. Um exame apontou que não há mais fluxo de sangue da ex-primeira-dama. A família agradeceu o apoio recebido durante esse período.
"A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos".
Ex-primeira-dama Marisa Letícia teve AVC hemorrágico em 24 de janeiro Foto: Roberto Stuckert Filho / Divulgação
O último boletim médico divulgado sobre o estado de dona Marisa, divulgado nesta quinta-feira, diz que Dona Marisa permanece na UTI e que "na manhã de hoje foi realizado Doppler transcraniano, sendo identificada ausência de fluxo cerebral. Diante do resultado, com autorização da família, foram inciados procedimentos para doação de orgãos".
Deputada anuncia morte em plenário
A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) anunciou no plenário da Câmara o falecimento da ex-primeira dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a deputada, a família de Lula autorizou a doação de órgãos de Marisa. Ela estava internada desde a semana passada em São Paulo.
Após a fala, Benedita pediu um minuto de silêncio. Os parlamentares fizeram o minuto de silêncio e o encerraram com aplausos. Miro Teixeira (Rede-RJ) pediu que fosse aprovada uma moção de condolências ao ex-presidente Lula.
Quadro clínico se agravou na quarta
O quadro clínico da ex-primeira-dama se agravou na quarta-feira. Na ocasião, o cardiologista Roberto Kalil Filho anunciou que a situação era irreversível e ela não tem mais fluxo cerebral, está sedada e respira com ajuda de aparelhos, de acordo com o médico.
Na terça-feira, os médicos que a acompanham haviam retirado os sedativos que a mantinham em coma induzido desde semana passada. Kalil relatou que a ex-primeira-dama apresentou sinais de melhora no início do dia. O estado de saúde de dona Marisa piorou, no entanto, a partir das 16h desta quarta-feira, levando a equipe do Sírio a retomar a aplicação dos remédios.
Segundo o cardiologista, três motivos levaram à piora do estado de saúde da ex-primeira-dama. A inflamação e o edema causados pelo AVC não regrediram, a pressão intracraniana aumentou e houve vasoespasmos (contrações de vasos sanguíneos) no cérebro. Durante a noite, ela passou por um exame para avaliar o fluxo sanguíneo no cérebro. Os resultados mostraram uma circulação mínima de sangue.
Fonte: Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário