ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

ANUNCIANTES JULHO

ANUNCIANTES JULHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

SKEMA 10 SET

SKEMA 10 SET

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Promotor investiga uso de máquina da prefeitura de José de Freitas em propriedade de empresário


JOSÉ SARAIVA, DO GP1
Atualizada em 12/02/2014 - 18h57
O promotor Flávio Teixeira de Abreu Junior, titular da 2ª Promotoria de Justiça na Comarca de José de Freitas-PI, instaurou procedimento para apurar denúncia de que uma retroescavadeira adquirida pela Prefeitura de José de Freitas para ser usada no futuro aterro sanitário do Município, estaria trabalhando na propriedade do empresário Clemilton Alves, na localidade Carimã, na Zona Rural de José de Freitas-PI. 
Imagem: José Saraiva/GP1Promotor Flávio Teixeira(Imagem:José Saraiva/GP1)Promotor Flávio Teixeira
O próprio promotor Flávio Teixeira de Abreu, após receber uma denúncia de que a retroescavadeira estava trabalhando na fazenda do empresário Clemilton Alves, fez diligências no final do mês de janeiro deste ano (2014) e ao chegar em seu próprio carro na altura da localidade Contente, acabou encontrando a retroescavadeira que foi adquirida junto a Funasa para o aterro sanitário de José de Freitas, que até hoje (10 de fevereiro) não foi implantado.

Na ocasião, a retroescavadeira era conduzida pelo motorista identificado por Antônio, que ao ser abordado pelo promotor Flávio Teixeira declarou que estava vindo da propriedade de Clemilton onde estava trabalhando em um barreiro tirando areia. Acompanhavam o representante do Ministério Público na diligência, o vereador José Luiz Pereira (PDT) e o comerciante conhecido por Marquim do Frango.
Imagem: José Saraiva/GP1Engenheiro Urias Nascimento, da Funasa, responsável pela fiscalização da execução do aterro sanitário em José de Freitas(Imagem:José Saraiva/GP1)Engenheiro Urias Nascimento, da Funasa, responsável pela fiscalização da execução do aterro sanitário em José de Freitas
A retroescavadeira que foi adquirida através de um projeto apresentado junto a Funasa, pelo então prefeito Ricardo Camarço (PSD), não pode ser utilizada em serviço particular e não pode sair do aterro sanitário para prestar serviço em qualquer outro local. Na ocasião da diligência em que a retroescavadeira foi encontrada na localidade Contente foram feitas fotografias que serão juntadas ao procedimento que está sendo feito pelo Ministério Público Estadual. 
Imagem: ReproduçãoPrefeito Josiel Batista(Imagem:Reprodução)Prefeito Josiel Batista
O promotor Flávio Teixeira de Abreu Júnior confirmou ao GP1, por volta das 15 horas desta segunda-feira (10), que realmente está apurando o caso. Já foram ouvidos no procedimento instaurado pelo Ministério Público de José de Freitas, o empresário Clemilton Alves, que é o dono da propriedade onde a retroescavadeira estava trabalhando e os motoristas Antônio, que trabalha na retroescavadeira e Eudes, que dirige uma caçamba que estava pegando areia no barreiro, na propriedade de Clemilton. O promotor Flávio Teixeira já comunicou o caso a Funasa, através de ofício, uma vez que a retroescavadeira só pode ser utilizada a serviço do aterro sanitário.

FUNASA

A Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), na gestão do ex-prefeito de José de Freitas-PI, Ricardo Camarço, aprovou um projeto de 1 milhão e 340 mil reais, sendo que a prefeitura entrou com os 40 mil reais de contrapartida para ser implantado um aterro sanitário no Município, que até hoje não foi feito. Como já existia um lixão sendo usado pela prefeitura na localidade Santa Maria, que foi interditado recentemente pelo Tribunal de Justiça, a Funasa liberou ainda na gestão do ex-prefeito Ricardo Camarço, 520 mil reais, que foram usados para compra de dois caminhões compactadores de lixo e a retroescavadeira que estaria trabalhando na propriedade do empresário Clemilton Alves.

O restante do dinheiro já liberado pela Funasa ficou depositado em uma conta do convênio na Agência do Banco do Brasil de José de Freitas. Ricardo Camarço quando foi derrotado em sua reeleição em 2012 para o atual prefeito Josiel Batista da Costa (PSDC) afirmou que a Funasa ainda faltava liberar 640 mil reais do convênio, que seriam utilizados na implantação da obra de infraestrutura do aterro sanitário que até hoje não saiu do papel. O prefeito Josiel Batista há mais de um ano está no comando do Município de José de Freitas e não resolveu o problema do aterro sanitário do Município. De acordo com o convênio feito entre a Prefeitura de José de Freitas e a Funasa, 700 mil reais serão utilizados para a compra de equipamentos para o aterro sanitário e o restante é para ser utilizado na implantação da obra de infraestrutura do aterro. 
Imagem: José Saraiva/GP1Engenheiro Urias Nascimento, da Funasa, responsável pela fiscalização da execução do aterro sanitário em José de Freitas(Imagem:José Saraiva/GP1)Engenheiro Urias Nascimento, da Funasa, responsável pela fiscalização da execução do aterro sanitário em José de Freitas
O engenheiro sanitarista da Funasa, Urias Gonzaga do Nascimento é o responsável de acompanhar a execução do Aterro Sanitário de José de Freitas, que até hoje, não tem nem o local para ser implantado, já que o lixão que a prefeitura estava usando na localidade Santa Maria foi interditado pela Justiça, em razão de está ameaçando a contaminação de uma bacia hidrográfica na região.

Flagrante

Na manhã do dia 19 de julho de 2013, a retroescavadeira adquirida com recursos federais, através da Funasa, para o futuro Aterro Sanitário de José de Freitas foi utilizada para retirar piçarras da frente da casa do ex-vereador Humberto Teles, que inclusive é funcionário da própria Funasa, para colocar dentro do muro de sua residência.
Imagem: ReproduçãoPM foi chamada ao local no dia em que a retroescavadeira estava colocando piçarra dentro do muro do ex-vereador(Imagem:José Saraiva/GP1)PM foi chamada ao local no dia em que a retroescavadeira estava colocando piçarra dentro do muro do ex-vereador
A retroescavadeira foi autorizada para realizar o serviço na porta da casa do ex-vereador, por um assessor da Prefeitura de José de Freitas. As piçarras estavam há vários dias na porta da casa do ex-vereador Humberto Teles e prejudicava o tráfego dos veículos. No dia em que a retroescavadeira estava trabalhando colocando as piçarras dentro do muro da casa do ex-vereador, até a Polícia Militar foi chamada ao local. 
Imagem: ReproduçãoRetroescavadeira adquirida com recursos da Funasa para o aterro sanitário colocando piçarra dentro do muro da casa do ex-vereador Humberto Teles (Imagem:Reprodução)Retroescavadeira adquirida com recursos da Funasa para o aterro sanitário colocando piçarra dentro do muro da casa do ex-vereador Humberto Teles
Imagem: ReproduçãoVeja a retroescavadeira da Prefeitura de José de Freitas colocando a piçarra dentro do muro da casa do ex-vereador Humberto Teles(Imagem:Reprodução)Veja a retroescavadeira da Prefeitura de José de Freitas colocando a piçarra dentro do muro da casa do ex-vereador Humberto Teles

Nenhum comentário:

Postar um comentário