ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

domingo, 21 de maio de 2017

Delator afirma que JBS financiou campanhas política do PT e PP no Piauí

SEGUNDO O DIRETOR DA JBS RICARDO SAUD, O GOVERNADOR W. DIAS(PT) E O SENADOR CIRO NOGUEIRA(PP) TERIAM RECEBIDO RECURSOS ORIUNDOS DO GRUPO
Wellington Dias e Ciro Nogueira teriam se beneficiado com doações da JBS (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)Wellington Dias e Ciro Nogueira teriam se beneficiado com doações da JBS (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)
O diretor de Relações Institucionais e Governo da JBS, Ricardo Saud, afirmou em delação premiada ao Ministério Público Federal que o grupo financiou as campanhas de 1.829 candidatos de 28 partidos em todo o Brasil no ano de 2014. O total destinado pela empresa é de mais de R$ 550 milhões. Destes, apenas cerca de R$ 15 milhões não correspondiam a propina. O dinheiro das doações era oriundo do próprio Estado.
As doações foram feitas para os diretórios nacionais, que distribuíram o dinheiro entre os diretórios regionais, que por sua vez teriam entregado para os candidatos, entre eles Ciro Nogueira (PP) e Wellington Dias (PT).
“Edinho [Silva, tesoureiro da campanha do PT] trazia as demandas. Ele trazia pra mim: tem que depositar tanto no PT nacional, tanto na Dilma presidente, tanto no PT dos estados. Todas doações dissimuladas. O dinheiro da campanha inteira, nenhum é dinheiro limpo”, declarou. Ele não explicou exatamente quais pagamentos foram feitos de forma oficial e quais seriam oriundos de caixa 2.
Segundo o jornal Diário do Povo na edição deste sábado (20), o PP estadual recebeu R$ 100 mil no dia 24 de julho de 2014. No dia 1º de outubro de 2014 foram repassados R$ 400 mil. E no dia 30 de outubro do mesmo ano foram mais R$ 145 mil, totalizando R$ 645 mil.
Já o PT do Piauí recebeu R$ 62.550 no dia 27 de agosto. Em 22 de setembro foram recebidos R$ 59.850. Logo após, em 3 de outubro (dia da eleição), o partido recebeu R$ 100 mil. A última remessa data do dia 17 de outubro do mesmo, também no valor de R$ 100 mil. As quatro doações recebidas totalizam R$ 322,4 mil.
“Eleitos foram 179 deputados estaduais, de 23 estados; 167 deputados federais, de 19 partidos. Demos propina para 28 senadores da República, sendo que alguns disputaram e perderam eleição para governador e alguns disputaram reeleição ou eleição para o Senado. E demos propina para 16 governadores eleitos, sendo quatro do PMDB, quatro do PSDB, três do PT, dois do PSB, um do PP, um do PSD”, afirmou Saud na delação.
Veja trecho da delação onde Ricardo Saud traz alguns números:
Fonte: Politica Dinâmica http://nilsonsa.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário