ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

ANUNCIANTES JULHO

ANUNCIANTES JULHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

SKEMA 10 SET

SKEMA 10 SET

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Aneel reduz tarifa de energia elétrica da Eletrobras em quase 10% para consumidores do Piauí

A partir do dia 28 de agosto, o preço da energia para 1.086.000 consumidores da Eletrobras Distribuição Piauí vai sofrer redução. Para a classe residencial em baixa tensão, a redução é de 10,6% e para os demais consumidores de baixa tensão, 9,61%. Os consumidores em alta tensão que são apenas 1.725 terão redução de 4,30%. A redução média percebida ficou em 8,55%.

A tarifa de energia elétrica é fixada pela Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel que adota mecanismos previstos na legislação e nos contratos de concessão para promover as alterações na tarifa, uma vez por ano, na época do aniversário do contrato de concessão, no caso da Eletrobras Distribuição Piauí, 28 de agosto.

Mercury Leitão, assistente da Diretoria de Assuntos Regulatórios e Projetos Especiais, explica que este ano de 2013 foi ano de Revisão Tarifária Periódica na Eletrobras Piauí, o que só acontece de quatro em quatro anos. Nesse ano, para a definição da nova tarifa, foram examinados todos os custos que compõem o processo de geração, transmissão, distribuição e comercialização da energia elétrica, os encargos de custeio de políticas públicas como, por exemplo, o Programa Luz Para Todos, e os tributos que incidem sobre a energia elétrica.

O valor da tarifa deve ser o necessário para garantir o fornecimento de energia, assegurar ganhos suficientes para cobrir os custos operacionais e remunerar adequadamente os investimentos necessários para a expansão da capacidade, garantindo boa qualidade do atendimento. Para que a Aneel chegue a este valor e mantenha o equilíbrio econômico financeiro da empresa são realizados estudos que demandam vários meses e quanto mais precisos forem, melhor poderão espelhar as reais necessidades e definida uma tarifa adequada.

É bom lembrar que em janeiro deste ano já houve uma redução na tarifa de 20% para os consumidores residenciais, comerciais e outros, e de 32% para os consumidores industriais,. autorizado pelo governo federal.

Neste mês de agosto outras concessionárias também passaram por revisões tarifárias, como é o caso da Cemar, no Maranhão (redução média de 3,06%), Ceal, em Alagoas (aumento médio de 3,26%) , e Energisa, na Paraíba (redução média de 3,02%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário