ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

WB CHICO MANO

WB CHICO MANO

terça-feira, 16 de abril de 2013

Tambor de água custa até R$ 150,00 no semiárido do PI por causa da seca


O preço da água no semiárido piauiense está custando de R$ 100,00 até R$ 150,00. O alerta é da Fetag (Federação dos Trabalhadores na Agricultura). Segundo a entidade, o tambor com 12 mil litros de água elevou de preço com o prolongamento da seca, principalmente onde a situação está mais crítica.


Em algumas regiões, o preço da água está tabelada. Os municípios mais afetados são: Caridade, Marcolândia, Pio IX e Curral Novo.

O secretário de Política Agrícola, Paulo Manoel de Carvalho, informou que a cidade de Caridade fica numa região de 700 m de altura e as famílias estão tendo dificuldades de encontrar água para o consumo humano.

“Os programas de emergências estão em andamento, mas tivemos informações que em alguns municípios os carros-pipas foram suspensos e quando existem não dão conta da demanda. Diante disso, as famílias estão comprando água”, disse Paulo Carvalho.

Barragens
Com a falta de chuvas, os reservatórios no interior do Estado estão secando. A maioria está com menos de 50% de capacidade de armazenamento.  Uma das barragens mais críticas é a de Bocaina, na região de Picos. Lá, a capacidade é de 106 milhões de metros cúbicos e só tem 23% da capacidade.

Queda na produção

O mesmo problema de falta de produção de tomate, o Piauí poderá enfrentar no próximo ano a queda na produção de farinha de mandioca e caju. Os produtores estão tendo perdas, em algumas regiões, de até 100%. A estiagem dizimou a lavoura e unidade de produção está fechando na região de Marcolândia.
 
Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário